Dormência, alfinetadas ou queimação nos joelhos. O que pode ser?

Tempo de leitura: 3 minutos

category

O que pode ser a queimação nos joelhos?

A dormência ou queimação nos joelhos é uma sensação não muito comum, que muitas vezes está relacionada a outras situações que não propriamente os joelhos.

Poderíamos relacionar aqui uma série de fatores que provocam sensações como essas, porém vamos tentar desviar dos termos técnicos ou médicos, que não vai aliviar as dores, e além de tudo confunde nosso entendimento.

Um fator muito importante que não pode ser desprezado é a ocorrência de alguma cirurgia recente nos joelhos, que pode influenciar e muito nos sintomas de dormência, alfinetadas ou queimação nos joelhos.

Os sintomas

Embora não seja o objetivo citar termos técnicos, mas a parestesia é um sintoma comum a todos nós, sendo aquela sensação de dormência e alfinetadas quando ficamos com as pernas cruzadas por muito tempo.

Isso ocorre devido a um membro do corpo ter ficado sob pressão por muito tempo. Essa sensação pode ser definida como uma dormência temporária e inofensiva.

Porém, se as sensações de dormência ou queimação nos joelhos forem constantes e recorrentes, isso pode ser indicativo de outra doença, devendo ser imediatamente identificada para que receba o tratamento adequado ao caso.

Causas

São várias as causas atribuídas à dormência ou queimação nos joelhos. A mais comum e que todos nós já experimentamos, relaciona-se à compressão dos nervos, a causa de dormência temporária que sentimos de vez em quando.

Geralmente isso acontece quando sentamos sobre a mão, ou ficamos muito tempo com as pernas cruzadas. Isso acontece tanto pela pressão exercida sobre os nervos, como pela falta de circulação sanguínea na região afetada.

Essas são causas que provocam queimação nos joelhos. São sensações temporárias, porém, as sensações crônicas podem ser causadas por danos nos nervos, e ninguém melhor que um profissional da área para indicar o tratamento.

O tratamento

Se os músculos das pernas e dos quadris estão fracos, quem vai suportar toda a carga são os joelhos. O coitado é que sofre com o descuido do proprietário, porém ele emite sinais de alerta.

A melhor proteção para os joelhos é a atividade física.  Quando os joelhos não estão bem, eles sinalizam. Por isso, é importante estar atento caso sinta estalos doloridos, dor à noite mesmo sem peso, dificuldade em esticar os joelhos.

A importância da fisioterapia no fortalecimento da musculatura dos joelhos

Os exercícios de fortalecimento contribuem bastante na estimulação dos músculos do joelho. O fisioterapeuta tem lugar primordial no tratamento, pois é ele quem vai indicar os exercícios exatos para o problema.

De maneira geral, as pessoas acham que a primeira solução é a cirurgia, mas em muitos casos, o fortalecimento dos músculos através da fisioterapia tem surtido efeitos surpreendentes, sem que tenham que se submeter à cirurgia.

O tratamento pelos exercícios pode não reverter as lesões, mas irão provocar alívio nos sintomas de dores e queimação nos joelhos, e com o tempo a tendência é que a frequência das crises diminua.

A fisioterapia auxilia no fortalecimento de músculos específicos e na prática de alongamentos. O fortalecimento dos músculos faz com que o joelho tenha estabilidade, além de facilitar as atividades que exijam mais do joelho.

O fisioterapeuta irá indicar os exercícios adequados e específicos para a região afetada. Com isso, os tratamentos feitos nas consultas de fisioterapia podem apresentar resultados bastante eficazes.

E, por não se tratar de um método invasivo, se torna a maneira preferida para aquelas pessoas que querem adiar ou evitar a cirurgia, que nem sempre apresenta resultados satisfatórios.

Enfim, se você pode exercitar, para que operar? É uma condição que só mesmo quem sente dores e queimação nos joelhos pode dizer.

 

category

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *