Instestino, nosso Segundo Cérebro

Tempo de leitura: 2 minutos

category

Instestino, nosso Segundo Cérebro

Como o intestino pode ser o segundo cérebro? O nosso corpo funciona de maneiras interessantes que podem nos surpreender e esse é um desses casos. O intestino é chamado de “segundo cérebro” por diversos pesquisadores devido a quantidade de neurônios que podemos encontrar nele. Neurônios no intestino? Isso mesmo! Vamos entender um pouco mais a cerca deste assunto.

O intestino possui em torno de 500 milhões de neurônios que influenciam de diversas formas o nosso organismo. Depressão, estresse e ansiedade podem ter uma causa em comum, a nossa barriga. Os neurônios que habitam o nosso intestino tem a função de absorver energia dos alimentos.

Conhecendo o SNE

Quando o alimento chega ao estômago, os neurônios acionam a liberação de enzimas e sucos gástricos para dissolver o que foi consumido. Após esse processo os neurônios também são responsáveis por dar à ordem de parar a liberação e mandar o alimento para o intestino.

Só que as funções dos neurônios existentes no intestino vão além e atuam de forma importante no nosso comportamento. Hoje esse conjunto de neurônios é denominado como SNE ou Sistema Nervoso Entérico. Esses neurônios possuem uma grande quantidade de serotonina que desempenhar o papel de neurotransmissor, transmitindo recados.

Além da serotonina existem outros neurotransmissores que fazem a comunicação entre o cérebro e o intestino. O nervo vago se torna o local em que ocorre essa troca de mensagens, esse nervo conecta o sistema gastrointestinal ao cérebro, estabelecendo a comunicação entre as duas regiões.

Instestino e Emocional

Quando ocorre algum problema no intestino, pode sentir alterações no humor. Além de ocorrer o inverso, ao enfrentar momentos de estresse e ansiedade, podemos observar mudanças no nosso intestino.

O intestino possui diversas células nervosas que podem modular o nosso humor. Também podemos encontrar nessa região bactérias não nocivas que contribuem para o equilíbrio no intestino.

Existem cerca de 300 espécies de bactérias no nosso intestino, que auxiliam na digestão dos alimentos e são capazes de mudar o nosso humor e comportamento. A microbiota também nos protege de infecções. Estudos vêm mostrando que a falta desses micro-organismos pode gerar depressão, estresse a até anorexia. Essas bactérias influenciam também no sono podendo causar insônia ou piora da qualidade do sono.

O nosso intestino tem um grande efeito sobre a nossa saúde física e emocional. Por isso, é essencial cuidar da saúde do nosso corpo de forma global. Ter qualidade de vida significa analisar nosso corpo de forma completa e integrada.

 

category

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *