Como a ATM influencia no rendimento esportivo

Tempo de leitura: 3 minutos

categoryO rendimento físico de um atleta pode ser afetado de forma negativa por diversos fatores. Por este motivo, cuidar do corpo de forma integrada, oferece inúmeros benefícios para o aumento do desempenho físico. Uma parte valiosa que devemos ter atenção é a ATM (articulação temporomandibular). Agora você saberá como a ATM influencia no rendimento esportivo

Essa é uma articulação que necessita estar em equilíbrio, pois qualquer disfunção fará com que outras partes do corpo percam a harmonia, trazendo prejuízos para a performance de um atleta.

Pensando na importância da ATM, abordaremos como ela causa esse impacto no rendimento esportivo e quais são os tratamentos disponíveis.

Continue lendo.

O que é ATM e DTM? Como a ATM influencia no rendimento esportivo

A articulação temporomandibular, também é conhecida como ATM (como vimos anteriormente). Essa articulação é responsável pelos movimentos que realizamos com o maxilar, nos ajudando a mastigar, falar, cantar, bocejar e todas as demais ações que usamos o nosso maxilar. Embora a ATM esteja presente nas funções que envolvem a boca, ela também está relacionada com outras regiões do nosso corpo como a coluna cervical.

Quando ocorre um desequilíbrio/disfunção da ATM, chamamos de DTM (disfunção temporomandibular). Vejamos como isso acontece.

Desequilíbrio na ATM

A DTM não tem uma causa principal para o seu surgimento, mas é possível saber quais os fatores que podem desencadear esse problema. Por exercer uma grande tensão, os atletas podem ter o hábito de apertar os dentes, favorecendo o surgimento desse desequilíbrio. Caso o atleta já sofra com problemas ao mastigar ou de bruxismo, aumenta ainda mais os riscos de surgir uma DTM.

Para um atleta ter um rendimento esportivo de qualidade é importante que realize seu esporte com uma boa postura. Problemas na ATM acabam resultando em desequilíbrio postural, dificultando o bom desempenho físico do atleta, trazendo um excesso de carga sobre as articulações, podendo irradiar dores por diversas regiões do corpo. Isso ocorre, pois, os ligamentos e músculos da região estão conectados com a cervical.

Essa disfunção envolve o mau posicionamento da mandíbula, acarretando em problemas na coluna, falta de ar, problema para mastigar os alimentos e na deglutição, prejudicando significadamente a saúde do atleta. Mas qual é o tratamento para este desequilíbrio?

Tratamento para a DTM

Como vimos, o desequilíbrio da ATM provoca problemas para diversas regiões do corpo, por isso há necessidade de uma avaliação integrativa não somente para verificar os sintomas, mas procurando a verdadeira origem do problema.

É possível fazer a correlação dos principais fatores que podem estar levando ao quadro de desequilíbrio de forma simples, apenas pela mobilidade que o corpo apresenta. Esta avaliação trará a clareza das causas do problema e consequentemente a construção de um plano de tratamento preciso e eficaz.

Ter a liberdade do corpo é importante para que o atleta possa ter mobilidade para executar suas atividades, mantendo e aumentando o rendimento. Através da fisioterapia e de outros profissionais da saúde é possível tomar medidas preventivas e o tratamento para a disfunção da articulação temporomandibular e das consequências geradas por ela.

Com o tratamento integrativo, é possível ter um desempenho físico com alta performance e qualidade de vida.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *